A Seqüência Pascal "Victimae Paschali Laudes"

SEQUENCIA_PASCAL_2

Neste vídeo, o salmista Rodrigo canta a Sequência Pascal na Missa deste Domingo de Páscoa na Ressurreição do Senhor, 04 de abril, na Matriz Santa Rita em Franca, celebrada pelo vigário paroquial Pe Adilson Fortunato.

A Solenidade da Páscoa, maior de todas as solenidades, é enriquecida com a sequência  “Victimae Paschali Laudes”.
A palavra sequência vem do latim - as coisas que seguem, a continuação, e designa o canto que, em algumas ocasiões, se segue à aclamação do «Aleluia», antes do Evangelho.
Na Idade Média, sobretudo a partir do século XII, começaram a compor-se, na continuação do aleluia, cantos poéticos com melodia popular e várias estrofes. Apesar do seu carácter poético, chamavam-se também «prosa», porque a cada sílaba lhe correspondia uma nota, e não eram, portanto, cantos melismáticos e complicados como o gradual.
Na reforma atual, conservaram-se algumas sequências: para o dia de Páscoa, para o Pentecostes (estas duas, obrigatórias), para o Corpo de Deus, e para a Virgem Dolorosa.
A Seqüência Pascal “Victimae Paschali Laudes” é um hino ao Cristo, Cordeiro Pascal, que enfrentou a morte e a venceu.