Carta Compromisso do Conselho de Leigos da Diocese de Franca - CNBB e CNLB Regional Sul 1 da Semana Social da Diocese de Franca 2020

Em respostas às reflexões da Semana Social da Diocese de Franca, ano 2020, e com a Carta Compromisso da CNBB Regional Sul 1 do Seminário Estadual Rumo à 6ª Semana Social Brasileira, o Conselho Diocesano de Leigos de Franca, em comunhão com Dom Paulo Roberto Beloto, bispo da Diocese de Franca, com o clero e as comunidades religiosas, e, também, com as pastorais sociais e orgânicas, movimentos eclesiásticos, entidades e comunidades católicas, vêm conclamar em resposta a missão solicitada do Papa Francisco que diz: “Vós sois semeadores de mudanças.” 

Do dia 24 a 26 de julho de 2020, quando houve o Seminário Estadual Rumo a 6ª Semana Social Brasileira e do dia 29 de julho a 1º de agosto, houve a Semana Social da Diocese de Franca, e em conjunto pela Diocese de Franca e com a CNBB e CNLB Regional Sul 1 (Estado de São Paulo), estabelecermos um pacto social-econômico-ambiental-cultural em se unir a Mutirão pela Vida por Terra, Teto e Trabalho.

A crise da pandemia do novo coronavírus (COVID-19) atingiu todo o Brasil e o mundo, assim como todo o estado de São Paulo, e em Franca, retrocedeu nas medidas sanitárias para fase vermelha por falta de consciência e compromisso em combater o perigo que atinge a vida e a saúde das pessoas. A nossa realidade social é ainda marcada por desigualdades sociais e a nossa história nos mostra que falta muito em mudar de paradigma e mentalidade em preservar e avançar os direitos sociais conquistados
A chamada do Papa Francisco para combater a indiferença e cuidar da Casa Comum (Planeta Terra) se concretiza em uma proposta de reflexão e ação para fazer da Terra, Teto e Trabalho os elementos que impulsionem nossa luta e defesa fraterna e solidária em favor da Justiça Social e Ambiental, a fim de que a economia esteja para a vida e a humanidade e não ao contrário, pois a proposta da Nova Economia de Francisco e Clara nos proporciona em construir Sistemas Universais, Integrais e Igualitários de Proteções Sociais.
A mutirão da 6ª Semana Social Brasileira e da Semana Social da Diocese de Franca convergem numa Pastoral de Conjunto, numa sinergia e parceria de construção de um Novo Pacto entre a comunidade política e sociedade Civil, que nos permita transformar a nossa realidade atual, que propõe a atuar nos seguintes aspectos:
• Defender a Terra como Bem Comum, nossa casa, em construir uma Economia Social e Solidária a serviço do conjunto da Sociedade;
• Defender o Teto, a Moradia, direito em conjunto com Sistema de Proteções Sociais e Econômicas que devem caracterizar uma verdadeira Democracia, e que para isso, combater a extrema pobreza e o empobrecimento das pessoas;
• Defender o Trabalho para Todos, como reconhecimento do protagonismo humano sem discriminações na construção e usufruto do Bem Comum e com a devida distribuição da riqueza produzida em uma dinâmica equilibrada com os Direitos Humanos e os Direitos da Natureza, opondo-se ao predomínio dos interesses do capital sobre o valor do trabalho humano, mas que este trabalho seja para promover a dignidade de todos os seres humanos e integrado com a natureza;.
O nosso agir cristão deve estar de acordo com o Evangelho de Jesus Cristo que nos convida a ser sal da terra e luz do mundo (Mt 5, 13-14) em vista de condições dignas para a existência de todos.
As Semanas Sociais seja brasileira, estadual ou diocesana emergem práticas de cidadania ativa, construção coletiva, ecumenismo e inter religiosidade, democracia plena de alta intensidade e inversão de prioridades do capital para a vida.
E para o nosso país ser economicamente justo; politicamente democrático; socialmente equitativo; culturalmente plural; ecologicamente sustentável; e religiosamente macro ecumênico, devemos nos comprometer na nossa Diocese de Franca, nos próximos dois anos, que todas as pastorais sociais e orgânicas, movimentos eclesiásticos, as Comunidades Eclesiais de Base e as Novas Comunidades, grupos e congregações religiosos, associações comunitárias e civis, conselhos municipais, assim como todas as pessoas de boa vontade a realizarem as seguintes ações de compromisso:
• Informar e explicar o que é a 6ª Semana Social Brasileira;
• Identificar os principais problemas que as paróquias da Diocese de Franca enfrentam;
• Valorizar a contribuição de todos e incentivar para assumirem conjuntamente compromissos e iniciativas na solução dos problemas locais, da comunidade, do bairro e outros territórios em defender a vida;
• Acolher diferentes formas de organização já existentes ou outras possibilidades que sejam articuladoras no enfrentamento desses problemas; e
• Construir o Bem Viver.
A Semana Social Brasileira e diocesana é uma construção coletiva, que só terá sentido, se assumirmos nossos papel de envolvimento e engajamento de todos num processo de amplo diálogo e articulação social. É uma construção em mutirão em reconhecer Jesus Cristo, o exemplo de amor incondicional de Deus na gratuidade, fraternidade e solidariedade.
Que Nossa Senhora Imaculada da Conceição, padroeira da Diocese de Franca, juntamente com Nossa Senhora Aparecida, São Joaquim, Santa Gianna e Madre Rita Amada de Jesus, intercedam por nós, pelo bom êxito deste mutirão pela vida!
Franca - SP, 4 de agosto de 2020.
Mutirão pela Vida: por Terra, Teto e Trabalho - CNLB Diocese de Franca